31 Dec 2008

FLOAT ON!

9 Dec 2008

The face behind the car




www.vladimir-nikolic.com

8 Dec 2008

I wanna jam with you.


Veio de terras alemãs. Daí a cor tão ariana.

Fruta da época

O espírito do Natal anda a assombrar muita gente.

29 Oct 2008

Qualquer uma serve.









Um dia vou ter uma parede cheia de guitarras. Hoje é o dia.

(demasiados cafés da Nicola. damn!)

10 Oct 2008

GPS

Numa tentativa de seguir uma linguagem actual, portanto, algo datada e que daqui a uns anos se tornará naturalmente ridícula e ultrapassada, acabei de fazer uma campanha para um cliente aqui da agência, em que eu e a minha dupla apostámos numa pequeeeena associação à moda do GPS e do Google Maps.

Confusos?

Precisam de um mapa?

Não dou. Comprem. Um GPS.

Não me admira nada que este aparelhozinho seja um sucesso aqui na Tugália. Sempre gostámos muito dos astrolábios, das bússolas e quadrantes. E cada vez os portugueses estão mais perdidos. Por isso, não me admira que a Srª Maria José que mora em Carnaxide precise de um GPS para chegar ao Ikea. Ou finja que precise.

Tenho andado a ver GPS's em tudo o que é carro, novo, velho, podre ou lavado ou sujo.

É nestas coisas que vamos buscar a inspiração. Para as campanhas que funcionam.

E by the way, o cliente gostou bastante. Está quase na rua a campanha. E nem sequer respondemos ao briefing.

Hoje estou numa de planner.

9 Sep 2008

PlayMobil@hardwork

22 Aug 2008

E por falar em Seinfeld.

A Microsoft acabou de contratar Jerry Seinfeld para a nova campanha do Windows Vista - "windows, not walls". Esta é a resposta de Bill Gates aos anúncios mac vs pc da Apple.

A minha pergunta é: será que o Seinfeld vai conseguir contrariar a ideia que o Windows Vista é o pior sistema operativo de sempre (palavra de um gajo que acabou de fazer o downgrade para o XP)?

Só mesmo com muito sentido de humor. Aliás, vindo de um gajo que tinha um computador em casa, abandonado a um canto, que nunca estava ligado, e (salvo erro) era um mac...

Vou ficar à espera. Ficam aqui os primeiros anúnicos mac vs pc. 1, 2, 3 back to work!


21 Aug 2008

Há 5 anos foi assim.

O famoso colectivo de DJ's AJ Connection Sound System dava os primeiros passos em festinhas de Verão em Sintra. Good times.

Estas festas eram fáceis de organizar. Flyers desenhados e impressos pelo meu irmão, cortá-los com x-acto uma semana antes (felizmente nunca cortámos nenhum bife aos dedos), meia dúzias de CD's (quase todos os piratas - na era antes da ASAE - alguns até já misturados) e um amigo dos Primitive Reason a tocar saxofone por cima das grandes músicas house do momento. Este nosso amigo, o Mark conseguia a proeza de nos levar mais de metade dos lucros! Estas festas ainda foram na fase pré massificação do "electro", embora já tivessemos o DJ Kicks do Tiga na mala, sempre pronto a rebentar no final da noite. O Malibu Limão afogava as sedes e provocava estragos no dia seguinte. A assistência era quase sempre a mesma: amigos, curiosos e turistas perdidos. Ainda hoje, quando me encontro com o André, recordamos, saudosos, estes dias, perdão, noites. Que por sinal, eram só por si uma aventura.

20 Aug 2008

Livros

"Não percebo a pancada que as pessoas têm com os livros. Leêm-os e depois colocam-os nas prateleiras como se fossem troféus. Para que é que são precisos depois de serem lidos?"

Jerry Seinfeld para George Costanza.

Nos últimos tempos, tenho tido algumas dificuldades em ler um livro do princípio ao fim. O último que li foi um do Rui Zink e já faz alguns meses. Nas férias, comecei a ler o Lunar Park do Bret Easton Ellis, que por acaso foi o gajo que escreveu aquele que eu considero (ou considerei ou já não sei se considero) o meu livro preferido. É o "Less Than Zero". Emprestei-o a tanta a gente que a capa já está completamente gasta. Bastou levou-lo para uma aula de português na escola secundária para me começar a sentir um autêntico bibliotecário itenerante da Gulbenkian. Lembro-me que numa certa aula era suposto cada um levar o seu livro preferido e ler um excerto do mesmo. Tive algumas dificuldades em encontrar uma parte que não tivesse palavras como f***-se, puta, coca , etc. Mas claro que a parte que eu li não fugia ao espírito do livro, daí o elevado número de pedidos de empréstimo. No outro dia vi o filme (abençoada internet que me deixou ver um filme que há mais de 10 anos procurava em Portugal e quem nem sequer cá chegou) e já nem me lembrava da história. Mas foi engraçado ver como a imagem que eu tinha na minha cabeça sobre os ambientes e os personagens eram diferentes das que vi no filme. Algo que em princípio deve acontecer a toda a gente em situações do género.

Reparem na capa da 1ª edição americana...podia ser a capa de um cd de uma banda qualquer, daquelas de electro-pop que surgem todos os dias no myspace (só falta lá a minha pseudo-banda também).


Os Ray-Ban que toda a gente já usa este ano nas praias portuguesas, com um toque 3D. Nice.


Quero muito ler este:


E acho que vai ser o primeiro livro sem ser técnico que vou ler em inglês.


Algumas sugestões desse lado? Não vale Paulo Coelho nem Saramago e muito menos Margaridas Rebelos Pintos...

19 Aug 2008

Trabalhar numa loja de animais e ter uma banda.



É a vida destes gajos.

Glamourosamente decadentes. Bem que podiamos classificar assim os anos 80. E os Pet Shop Boys não o ajudam a negar.

É verdade, não tenho dedicado muito tempo ao blog. Primeiro foi o trabalho, depois foram as férias e agora é o trabalho outra vez. E amanhã vai ser outra desculpa qualquer. A quintidade de posts deste blog foi sempre como preço da gasolina nos dias de hoje - é muito instável. E parece que vai continuar assim.

Fica aqui um abraço pó pessoal todo.

Daqui a uns dias, prometo criar uma nova secção de blogs para o sacanço ;)

18 Jul 2008

Worth seeing, worth listening, worth reading #1



Take the time to make some sense
Of what you want to say
And cast your words away upon the waves
Bring them back with Acquiesce
On a ship of hope today
And as they fall upon the shore
Tell them not to fear no more
Say it loud and sing it proud
And they...

Will dance if they want to dance
Please brother take a chance
You know they're gonna go
Which way they wanna go
All we know is that we don't know
What is gonna be
Please brother let it be
Life on the other hand won't let you understand
Why we're all part of the masterplan

I'm not saying right is wrong
It's up to us to make
The best of all things that come our way
And all the things that came have past
The answer's in the looking glass
There's four and twenty million doors
Down life's endless corridor
Say it loud and sing it proud
And they...

Will dance if they want to dance
Please brother take a chance
You know they're gonna go
Which way they wanna go
All we know is that we don't know
What is gonna be
Please brother let it be
Life on the other hand won't let you understand
Why we're all part of the masterplan

7 Jul 2008

Genious and timeless

24 Jun 2008

Níveis de inveja muito em alta.

Sábado. Um nevoeiro Londrino em Sintra e na Praia Grande, ao mesmo tempo que em Lisboa está um calor digno de Marrocos.

Acordar tarde. Sair de casa para almoçar e deparar-me com isto:



Um bando de "cromos" (entre aspas, para não ofender muito) de um grupo denominado Núcleo 2 CV de Lisboa a almoçar e a olhar para os seus queridos carrinhos. Já assisti a várias concentrações de automóveis, então quando são de uma marca só, são uma cromice pegada. Em parte gostava de ser um, gostava mesmo muito de ter um 2 CV (se alguém tiver um para oferecer, eu aceito), só tenha pena de não ter uma garagem para o guardar. Há que salientar que a concepcão deste carro remonta à primeira metade do século passado e que esteve em produção desde 1949 até 1990! E curiosamente, o último exemplar está em Portugal, foi fabricado por cá e pertence se não estou em engano ao Clube 2CV de Lisboa (que não tem rigorosamente nada a ver com o tal Núcleo, até devem de ser rivais, digo eu).

Entre os muitos 2CV que se encontravam expostos, lá encontrei um (sim, apenas um) completamente original (apesar, logicamente de já ter sido restaurado, visto que estes carros tinham o problema de apodrecerem completamente):

Apesar de gostar muito do vermelho à Duarte e Companhia, este azul apanhou-me de surpresa.

1, 2, 3, back to reality.

12 Jun 2008

Weezer - Pork and Beans

Como pegar nos cromos do Youtube e fazer um vídeo bem fixe?

Bilhetes

Ainda há uns dias falava já não me lembro com quem sobre os bilhetes dos concertos. E do cinema. Aqueles que alguns de nós guardamos para recordar o momento X ou Y ou &%$#!

E agora surge a dúvida:

Para quê guardar um bilhete hoje em dia? São completamente despersonalizados. Preto e Branco. Carimbo e está feito. É melhor mesmo anexar qualquer coisa, se não são apenas lixo. Isto vem do quê? Preocupações ambientais? Quando todos os dias milhares de folhetos publicitários são deitados para o lixo sem que alguém os leia? A tecnologia destinada apenas à impressão de bilhetes nunca chegou a ser alvo de evolução? Spare me!

Já agora,deixo aqui um scan de um bilhete do mítico concerto dos Nirvana em Portugal, Cascais. Bem que eu gostava de ter assistido, mas a idade ainda não me permitia. E diga-se de passagem que 4 contos na altura devia ser qualquer coisa de significante, porque o ordenado mínimo não devia ultrapassar os 50 contos.



Reparem no pormenor do texto com "piadinhas" no verso do bilhete. E eram sempre diferentes.

6 Jun 2008

Publicidade enganosa

Peguem num "filipino" e num "buraco de filipino"

Não encaixam.

Alguma coisa está mal nesta história.

De um produto que tem a palavra buraco no nome, não se podia esperar grande coisa.

Porque eu sou um gajo porreiro.



Coldplay - Viva la Vida or Death and All His Friends



Radiohead - The Best Of (parte 1)
Radiohead - The Best Of (parte 2)

Deixo aqui dois álbuns obrigatórios de 2008. O de Coldplay ainda não ouvi com a devida atenção, mas estou a tratar disso. Não conservem os ficheiros mais de um dia nos vossos computadores (frase para o blogger não me vir chatear que eu estou a dar uma ajuda à pirataria).

Me gusta la gazzzolina

Entristece-me ver que cada dia que passa é mais caro andar de carro. Uma das coisas que eu mais gosto de fazer. Somos um país tão brando que nem a autoridade para a concorrência é capaz de dizer que esta situação de aumentos da gasolina quase diários é anormal. Claro, se não houvesse tantos administradores da Galp ligados à política, se calhar já acontecia qualquer coisa. Nem vale a pena argumentar contra a ditadura de
fócrates, esse fanhoso que anda a soder isto tudo.

Porreiro pá.

Na Venezuela ou noutro país qualquer que já não me lembro, quando o governo ameaçou que ia aumentare a gasolina em 1 cent, a população manifestou-se, incendiou carros, apedrejou tudo e mais e qualquer e como é óbvio o governo recuou.

Não quer que este blog seja lido em repartições de finanças, mas deixo aqui o conselho: deixem de abastecer e dar dinheiro a essas 3 marcas que andam a brincar com os mostradores dos preços - Galp, BP e Repsol. Há outras marcas a vender mais barato, informem-se aqui..

Nunca me senti tão bloco de esquerda.

Ou se calhar já.

Quando em 1994 vesti a minha última camisa de flanela.

Porreiro pá.

5 Jun 2008

É pressizo se lebrar.

VIVA O NOVO AKORDO ORTUGRÁFIKO!


Fica aqui um pequeno exemplo de como se vai escrever depois do acordo ortográfico da língua brasilei...portuguesa.


De fato, este meu ato refere-se à não aceitação deste pato com vista a assassinar a Língua Portuguesa.

Por isso ... por não aceitar este pato ... também não vou aceitar ir a esse almoço para comer um arroz de pato ...

A esta ora está úmido lá fora ... por isso , de fato lá terei hoje de vestir um fato ...


Já não há petição que faça isto andar para trás...too late!

28 May 2008

Passou-se hoje bem perto de Lisboa.

"Sim, mas a Preciosa* não é criativa, é copy."

Frase de uma account sénior, enquanto re-apresentava a sua colega Preciosa* a uma amiga da mesma.

Account Sénior, se alguma vez leres isto, lembra-te que nós os copys, apesar de não sermos criativos, somos muito más línguas. E claro, de vez em quando também escrevemos uns headlines.


*nome fictício

Querido Diário


Não há dia em que eu não faça um esforço para resistir de tocar neste botão.

Isto é a máquina de café da agência onde eu trabalho.

Até já pensei em trocar o autocolante do botão direito para a esquerda e esperar que alguém vá lá e carregue no tão distinto botão proibído.

Sempre tive uma curiosidade imensa em saber o que estes botões fazem. Nos filmes e nos desenhos animados, costumam aparecer muitas vezes. Ejectam pessoas de bancos, abrem portas gigantescas, abrem pára quedas num espaço muito limitado...

Eu sou daquele tipo de pessoas que gostava de entrar nas portas que dizem "reservado ao pessoal" nos centros comerciais. De entrar em ruas "só para residentes". De usar a casa de banho das mulheres em vez da dos homens. De passar sinais vermelhos em sítios (aparentemente) desertos. É melhor não me esticar mais nesta lista.

Como não tenho ideia nenhuma de como acabar este post, acabo como sempre acabei as minhas composições até à 4ª classe. Assim.

FIM.

16 May 2008

Drum n' bass and Bossa Nova

9 May 2008

Só para dizer que...

O álbum da Scarlett Johanson é no mínimo uma desilusão.

Mas os The Teenagers souberam prestar-lhe uma grande homenagem com esta música:

8 May 2008

Gostava de estar a dizer o mesmo.

Well, yeah. I was just sitting here, eating my muffin, drinking my coffee, when I had what alcoholics refer to as a moment of clarity.

Samuel L. Jackson as Jules Winnfield, Pulp Ficiton,1994

Fashion?

Ando-me a passar ultimamente. Sempre que tento comprar umas calças, só me aparecem à frente modelos completamente afunilados. Sim, daquele tipo de calças que se usava praí há 20 anos atrás. Algo que deixou traumas de infância a muita gente, por criarem o problema de não taparem os ténis, ou melhor, aquela parte em que entra o pé.

E aquele pessoal que agora anda com aqueles casacos de fato-de-treino modelo voualipassearaoshoppingnodomingoem1993, de cor roxa, verde ou azul eléctrico?

E os casacos de malha roubados ao avô?

O cubo mágico, aquela coisa irritante que ninguém consegue resolver, agora outra vez em todas as lojas.

Os óculos Ray-Ban Wayferar pretos à Tom Cruise no Top Gun, no catálogo de Verão da marca?

Os ténis Nike e Adidas brancos à Michael Jackson quando ainda era preto?

Tudo bem que a moda tem muito de reciclagem. Mas o excesso pode estragar tudo. Em vez de fashion, uma pessoa pode-se tornar redícula, como diria o Paulo Portas.

28 Apr 2008

very 90's



Tinha isto gravado em VHS e quase que arruinei a cassete de a ver tantas vezes. Os Kula Shaker são para mim, das melhores bandas de sempre.

10 Apr 2008

Em Abril, tudo a mil.

Estou num daqueles dias em que parece que o meu cérebro tirou férias e pior, esqueceu-se de avisar quando voltava. Por mais que queira ter ideias, o meu sentido crítico faz mais barulho que a trovoada de ontem à noite e diz "não", "também não", "isso não", "Bah" a tudo o que sai.

Writer's block, é assim que se diz em "estrangeiro", não é?

Só que eu não sou um escritor, sou um empregado de escritório que por acaso escreve e é essa a sua missão aqui. É o motivo pelo qual saio de casa todos os dias.

Damn.

Que é que eu faço? Se as ideias não aparecem...ligo o iTunes? Que música é que me vai fazer inspirar? Um álbum dos Plantlife que só sai em Maio, que saquei ilegalmente da net ontem à noite? Ou uma música que me faz lembrar o quanto o meu último Verão foi um dos melhores de sempre?

Porque é que só penso em coisas idiotas do género "o moleskin foi um skinhead mole que inventou"?

Se fosse há uns 30 anos atrás, o caixote do lixo que tenho aqui ao lado estava a abarrotar de papéis amarrotados. Aquele cliché máximo.

Hoje em dia a tecla delete poupa muitas árvores.

Vou ali poupar mais umas e já venho.

Agnes Kain


Para mim, isto encaixa mesmo bem na definição de canção pop perfeita (é uma cpp).

24 Mar 2008

Marketing Aromático


Anda de cabelos ao vento: já tenho saudades. E eu, que não gosto de vento...

12 Mar 2008

O nome diz tudo

O Boss AC devia era comandar o ar condicionado do país todo.

25 Feb 2008

Radiospotting Radio Show #2



Para sacar, é só clicar aqui.

Have fun!

23 Feb 2008

Matemática da Música

Amy Winehouse + Rehab = Amy Waterhouse

18 Feb 2008

Futilidades e não só...

Os Maiores Tropeços da Música

Jerry Lee Lewis se casa com prima de 13 anos - Jerry Lee Lewis provou que além de lindo e cego, o amor é burro, porque destruiu a sua carreira ao se casar com uma prima de 13 anos sem separar da outra mulher.

Pink Floyd faz show pra ninguem - O Pink Floyd fez um show pra ninguém no pé de um vulcão em atividade.

Sting quis salvar a Amazônia - Sting achou mesmo que ia salvar a Amazônia sozinho.

Flaming Lips grava disco quádruplo - O Flaming Lips achou que os seus 4 discos, feitos para serem ouvidos simultaneamente, iam revolucionar a música, mas não ouve revolução porque ninguém tem 4 aparelhos de CD.

U2 faz trilha sonora para filme que não existe - Quando inventou de fazer o disco da trilha sonora de um filme que não existe, o U2 queria mudar o seu som. E conseguiu, conseguiu fazer o pior disco da sua carreira.

Lennon diz que Beatles são mais famosos que Jesus - John Lennon disse em entrevista que os Beatles eram mais famosos que Jesus Cristo. Pra quê?

John Cale quis gravar disco numa piscina - John Cale quis gravar o terceiro disco do Velvet Underground embaixo d´água!

Carlinhos Brown toma garrafada - Colocaram o baiano pra abrir o show do Guns n' Roses no Rock In Rio.

Justin Timberlake arranca a blusa de Janet Jackson e mostra os seios dela - Durante um show do VMA, Justin arranca sem querer uma parte da blusa de Janet e acaba mostrando os seios ao vivo. A "tragédia" abalou a família americana.

A rapidinha de Mick Jagger - Mick Jagger foi expulso de casa e o Brasil ganhou uma 'explêndida' apresentadora.

A bundalização da música brasileira - A música brasileira virou uma bunda.

Prince troca o nome - Prince troca o nome por um símbolo.

Whitney Houston chapadona - Se apresentou em premiações doidona.

Ozzy Osbourne vampiro - Mordeu morcegos e tentou estrangular a mulher.

Brian Wilson cascão - Passou 1 ano sem tomar banho com medo de água e não reconheceu as próprias filhas.

Michael Jackson e suas inúmeras doideiras - Deformou o rosto, ficou branco e dormiu com crianças.

Metallica briga com Napster - O Metallica ficou com fama de banda retrógrada porque comprou uma briga contra o futuro, contra a música digital.


Sinead O'Connor rasga a foto do papa - Sinead O'Connor rasgou a foto do papa ao vivo na TV dos EUA.

Kiss tira a maquiagem - A pior cagada do mundo não poderia estar em outro lugar que não na cara. Na cara do Kiss!

Os outros Jackson - Os irmãos de Michael Jackson tentam, tentam, tentam, mas ninguém sabe nem de metade deles!

Ringo Starr - Em 10 anos ele fez duas músicas! Também, numa banda com George Harrison, Paul McCartney e John Lennon, o baterista poderia ser até você!

Frescuras do Van Halen - O Van Halen não faz uma lista de exigências, faz uma pegadinha. Exigem pastilhas de chocolate. Mas as pastilhas marrons devem ser retiradas. E se houver uma pastilha marrom que seja, isso significa pra eles que as exigências do palco não foram seguidas.

Sabrina Parlatore incomoda Christina Aguilera - A Christina Aguilera viu a então VJ Sabrina com as mesmas roupas que ela e chilicou: ou ela troca ou eu não participo de Disk nenhum!

Dixie Chicks Vs Bush - Natalie Maines, vocalista das Dixie Chicks, disse que tem vergonha de ter nascido no mesmo estado que Bush. As rádios boicotaram a banda e elas saíram das paradas americanas. Se a moda pegasse, teria acontecido o mesmo com Pearl Jam, U2, Santana....

Axl Rose, somente - Axl Rose tentando retomar o sucesso dos Guns sem o resto da banda. O público espera, ansiosamente, há anos o novo disco.

K.D. Lang vegetariana - K.d. Lang aparecendo na mídia contra a carne nas refeições.

Eminem antigay - Acusações de homofobia contra ele, que nega, nega, nega, nega... pondo em dúvidas sua masculinidade.

George Michael e o banheiro do sexo - George Michael fez sexo em banheiro público e foi preso em flagrante e não teve jeito: teve que assumir sua homossexualidade.

Separação de Raimundos - O vocalista Rodolfo chegou a dizer que tinha vergonha das próprias letras quando deixou os Raimundos para se dedicar ao evangelismo.

Plagiado discaradamente daqui.

14 Feb 2008

Radiospoting Radio Show #1

Para ouvir, clicar aqui.

Tracklist:

1. Ian Brown - My Star
2. New Order - Regret
3. Funami - Happy Dog
4. The Teenagers - Homecoming
5. Phoenix - Too Young
6. Seelenluft - I Can See Clearly Now
7. The White Stripes - The Hardest Button to Button
8. Supergrtass - Mary
9. Menswe@r - Daydreaming
10. Lenny Kravitz - Flash
11. Lily Allen - Smile
12. Boozoo Bajou - Take it Slow
13. Luna - Sweet Child o' Mine

:) enjoy!

12 Feb 2008

Getting away with it...

29 Jan 2008

Em que posso ser fútil?

Dizia a empregada do café.


Ser sopinha de massa não é fácil.

28 Jan 2008

A quick peep

O que eu gostava de ser se não fosse copy (sem ordem de relevância):

- Músico

- Actor

- Mecânico de automóveis antigos

- Milionário

14 Jan 2008

A new morning.



Hoje de manhã.

3 Jan 2008

Fazer qualquer coisa.

Este post é especialmente dedicado àqueles que todos os dias têm vontade de fazer qualquer coisa. Não quer dizer que o cheguem a fazer, podem ter imensos motivos para isso, mas pelo menos tiveram vontade. E é a vontade que move o mundo. De uma forma mais utópica claro, porque bastava um extra terrestre aterrar na Terra por 5 minutos e iria-se aperceber que o que move este mundo é o dinheiro. Claro que estou a citar o Miguel Sousa Tavares (ok, isto é mentira, primeiro porque desconheço qualquer opinião dele, segundo porque apenas não me apetece ter opinião sobre o assunto e terceiro já estou a ir muito longe)

Estava a falar da vontade. Hoje tive vontade de fechar este blog, talvez porque já me curei da febre de "eu tenho um blog". E não só. Porque este blog começou há muito a fugir ao conceito de blog, seja lá o que isso for. Durante os últimos dois anos, foi apenas um depósito de pensamentos vagos, poemas inacabados, descontextualizados (embora alguns dos meus simpáticos comentadores o tentassem associar ao que eu vivia no presente), feitos à pressão para serem publicados aqui, vídeos e letras de músicas que eu gosto e que de certa forma me andavam a perseguir, fotografias o mais "random" possível, experiências narradas na primeira pessoa (não que eu me considere egocêntrico, mas o narrador era eu), piadolas fáceis de perceber e de ler (ou seja, formato internet), divagações sobre tudo e sobre nada, enfim, só não publiquei a receita de cozido à portuguesa porque não queria empaturrar ninguém. E isso também foi sempre algo comum em todos os posts: eram todos muito light. Pelo menos a maior parte. Ou a parte maior ficava sempre pelo caminho. Ou nunca houve parte maior.

Não sei como é que isto anda de visitas, mas a julgar pela quantidade de comentários não sei como é que ainda não recebi um mail do Sr. Blogspot a dizer que só lhe estava a ocupar espaço no servidor.

2008. Muitas promessas e muitos "querer fazer qualquer coisa". Eu prometo que vou tentar fazer alguma coisa por este blog. É o mínimo que eu posso fazer agora, visto que hoje não me apetece postar nada de novo. Mas tendo em conta que estou neste preciso momento a continuar a escrever algo que comecei ontem, pode ser que ainda haja mais qualquer coisa hoje. Veremos.

Por curiosidade ou não, fica aqui o vídeo da música que deu emprestou o nome ao endereço do blog:



a postagem segue dentro de momentos.