18 Feb 2009

Histórias da Publicidade #1

Terça-feira de manhã. Gravação de spot de rádio para a marca X no estúdio Y.

Chego, encontro-me com a account e é apresentada a cliente. Espera, afinal são duas. Duas pessoas da marca X para aprovar um spot de rádio. O normal.

O anúncio conta com duas vozes masculinas. Escolhemos dois conhecidos actores portugueses, que por acaso até eram uns grandes "boa onda".

Começamos por experimentar quem faria qual das duas vozes e a voz de companhia. Os dois actores começam a dar entoação mais "teatral à coisa". Exageram. O normal. E o mínimo exigido de alguém cuja profissão é mesmo fazer isso.

De repente, uma das directoras de mkt da marca X comenta: "Ah, parece que fumaram umas ganzas antes de vir para aqui". Pensava ela que os actores não a conseguiam ouvir por detrás do vidro do estúdio. Acontece que a pequena "casinha" onde eles estavam tinha comunicação para a cabine através de um microfone e colunas.

Os dois despediram-se bruscamente com um simples acenar de mão.

The end.

Oasis em LX



Depois dos James, Blur e Suede chegou a vez dos oasis entrarem no meu ciclo de concertos de bandas britpop-que-nunca-mais-serão-as-mesmas que já começou por volta de 2001. O concerto foi muito bom, muito profissional, muito directo, com um setlist best of qb. Espantou-me ver tanta miudagem no concerto...É bom sinal. Também é sinal que os fãs dos tempos antigos ficaram em casa a cuidar dos filhos e a preencher o IRS.

E cada vez mais me apercebo de outra coisa...os telemóveis são os novos isqueiros. Só se vêem luzinhas e pessoas de cabeça baixa a tentar configurar a câmara manhosa. Ah...e o atlântico é um sítio sem carisma. Estava-se melhor no Coliseu, sem dúvida.

11 Feb 2009

Sir Morrissey is back.

Sempre que entro numa loja para comprar uma revista, é porque ou estou a "fazer tempo", ou então é porque estou de férias. E a escolha vai sempre para a Blitz, FHM, Maxmen ou coisas do género.

Hoje vou falar da Blitz.

Que este mês deu apenas 2 estrelas ao álbum de Morrissey.

E com os oasis na capa. Até estranhei não ser uma banda que (na minha opinião) já não deviam ter tantos focos apontados (tipo metallica e as bandas que eles tanto gostam de repetir nas capas). Se calhar os oasis também fazem parte desse grupo. Apesar de ser fã incondicional, deixo aqui em aberto a minha dúvida.

Faz falta em Portugal uma revista decente na área da música. Que realmente dê notícias importantes e olhe para a frente e não para um passado que já não volta. Onde trabalhem pessoas que sejam apaixonadas por música no seu todo, e não pelas poucas bandas que tão fogosamente veneram.

E tudo isto para dizer que o último álbum do Morrissey, e em especial o último single "I'm Throwing My Arms Around Paris" me fascinaram. Pela positiva. É bom sentir que há coisas que nunca mudam. Porque nem faz sentido mudá-las. Apenas evoluem, naturalmente.n Neste caso músicas que quase arrepiam na primeira audição. Mandem vir ao Morrissey a Portugal outra vez que eu vou!

video