29 May 2006

de Alexandre O'Neill

Há Palavras Que Nos Beijam

Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca,
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.
 
 
Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto,
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.
 
 
De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o amor.
 
 
(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído,
No papel abandonado)
 
 
Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes


Descobri hoje que Alexandre O'Neill também foi copywriter. "Bosch é bom" ou "Há mar e mar há ir e voltar" são apenas dois exemplos de como a sua marca foi forte no mundo da publicidade.

...há qualquer coisa de kinky na assinutura da Bosch.

3 comentários:

*Belynha* said...

A poesia e a publicidade de mãos dadas :)

Cereja_no_Bolo said...

Amo Alexandre O'Neill. Há muitos anos. E esse é dos meus poemas preferidos. Escolheste muito bem.

Rita said...

bosch é bom?? q slogan mais criativo :PP criticas à parte, tb sou fã do o´neill : )