11 Apr 2005

25 de Abril


É um feriado. Normalmente não gosto de feriados, a não ser que tenha alguma coisa de muito interessante para fazer. É como se fosse um Domingo metido no meio da semana. Tenho pena de não ter vivido antes de 1974, com idade considerável para poder ter sentido o que é uma revolução política.
Não deve haver pior coisa do que sairmos à rua e não nos sentirmos livres. Mesmo dentro de casa, havia livros que não se podiam ler, discos que espalhavam mensagens anti-regime, etc.
A censura era algo de incrível. Nem mesmo uma marca de automóveis escapou a isso. Foi a Opel, por ter um modelo chamada Ascona.
O problema é o que está antes da revolução. Deixou grandes marcas no nosso país, que vão sendo passadas de geração e geração. De outra forma as coisas não podiam ter acontecido. Há de chegar o dia em que este dia passará a ser apenas mais um feriado, confundido com um feriado de um santo qualquer, um dia que não reabra feridas do passado. Olhemos para a frente e não para trás.
É verdade, hoje estou numa de política. Lembrei-me, de repente, que o meu país tem vida política. O que é certo é que essa já não nos afecta muito em termos sociais. A despreocupação impera neste país de brancos costumes. Perdão, brandos costumes. Já tinha aqui tema para falar sobre outras coisas.Mas vou parar por aqui.
Parabéns aos que conseguiram organizar a revolução. Ao mais típico estilo português, de uma hora para a outra.

2 comentários:

Rita said...

Não gostas de feriados? Lembram-te Domingos metidos no meio da semana? Etás é louco... só pode!! Preferias estar enfiado no escritório? :P

Tiago Bueso said...

O problema é o que está antes da revolução???????????? Comuna do cara***!!!! O problema deste país são os políticos do PÓS-revolução!!! So se safam o Sá Carneiro e o Cavaco Silva!!! Deves votar na merda do BE, de certeza...
Dia 25 de Abril é dia de luto para mim!
Cavaco para presidente!!!!